Notícias

A Televisão em Raymond Williams: debates e perspectivas

Por Roberto Barcelos.

O Centro de Crítica da Mídia, em parceria com os colegiados dos cursos de Cinema e Audiovisual e Publicidade e Propaganda da PUC Minas, Coração Eucarístico, realizou na quarta-feira, dia 8 de março, a palestra Televisão e Estudos Culturais: leituras de Raymond Williams. O debate teve como tema central a análise do livro Televisão: Tecnologia e Forma Cultural, traduzido pelos professores Márcio Serelle e Mário Viggiano, ambos da PUC Minas. O evento contou, ainda, com a presença da professora Vera França, da UFMG. O livro foi originalmente publicado na Inglaterra em 1974, ganhando tradução em 2016 pelas editoras Boitempo e PUC Minas.

CONTINUAR LENDO

17200873_1369937883064135_8698267447324443767_n

Fatos Alternativos: A possibilidade de uma nova verdade

Por Roberto Barcelos

O jargão “all facts” (fatos alternativos) utilizado pela assessora especial do Donald Trump, Kellyanne Conway, chamou a atenção da imprensa estadunidense. A expressão foi uma quebra na relação entre a indústria de notícias e o governo, pois eles sempre se compreendiam quanto à logística eleitoral e política quando lidavam com dados, fatos e eventos.

CONTINUAR LENDO

trump

Quem matou Eloá?”: feminicídio e violência midiática

Por Juliana Gusman

Referenciado como “crime de amor” pelos principais veículos de comunicação do país, o assassinato de Eloá Cristina Pimentel e a cobertura midiática dele são recuperados, agora, criticamente, no documentário de Lívia Perez. O objetivo do filme Quem matou Eloá? é discutir a naturalização social da violência contra a mulher.

CONTINUAR LENDO

2016-10-17-1476723089-4129518-still7700x393c

Imagem de reprodução

Seminário Mediações Críticas

seminario-12

O grupo de pesquisa Mídia e Narrativa realiza nos dias 27, 28 e 29 de setembro o seu V Seminário, em parceira com o grupo MidiAto (USP). As inscrições podem ser feitas no  site:

http://www.midiaenarrativa.wordpress.com

O seminário acontecerá na PUC Minas Coração Eucarístico, na sala multimeios do prédio 13.

CONTINUAR LENDO

Filosofia da Consciência ou teoria do transe – A atualidade do pensamento sobre o Brasil no cinema de Glauber Rocha.

Por Juliana Gusmanterra_em_transe_cartaz_medio

Com Regina Mota. Dia 14 de setembro, quarta-feira, 13h30, na Multimeios do Prédio 13. Aberto ao público.

Foi com Terra em Transe que Glauber Rocha tornou-se mundialmente conhecido, conquistando o Prêmio da Crítica do Festival de Cannes, em 1967. Em uma carreira encurtada pela morte aos 42 anos, em 1981, consolidou-se como um dos principais expoentes do Cinema Novo. Lutava, antes de tudo, por uma revisão crítica da dura realidade a partir da qual produziu sua arte esteticamente inovadora.

CONTINUAR LENDO

25 anos de Thelma & Louise e a questão do gênero no cinema

Por Juliana Gusman

Lançado em 1991, o filme de Ridley Scott Thelma & Louise tornou-se emblemático pelo modo como motivou questões acerca da representação da mulher no cinema. A história protagonizada por uma garçonete, Louise (Susan Sarandon), e por uma dona de casa, Thelma (Geena Davis), circunstancialmente transformadas em fora da lei, transgrediu em seu feminismo. Desde então, Davis dirige seu Institute of Gender in Media, que pesquisa e visa ampliar a participação das mulheres nas indústrias cinematográfica e televisiva.

CONTINUAR LENDO

13624650_1132281890147022_911274927_n

Blog promove leitura crítica sobre imagens do cotidiano

Por Juliana Gusman

O blog Reading the Pictures propõe uma reflexão crítica sobre imagens que circulam cotidianamente na mídia. Em uma sociedade cada vez mais visual, busca-se compreender  níveis de significado, histórias que suscitam produções imagéticas e as mediações que as costuram no tecido social. A plataforma também publica e analisa trabalhos de fotojornalismo originais.

CONTINUAR LENDO

Sem título